Pastor ou empregado?

Logo do Tribunal Superior do Trabalho O Tribunal Superior do Trabalho decidiu: pastor agora PODE ser considerado empregado, CASO tenha que cumprir metas de arrecadação de dinheiro estipuladas por sua denominação. A sentença foi dada em uma ação movida por ex-pastor da chamada Igreja Universal do Reino de Deus contra esse controvertido império eclesiástico, para o qual trabalhou por mais de treze anos. Para mais informações sobre o assunto, inclusive com a íntegra da decisão do TST, clique aqui.

Até então era jurisprudência pacífica na Justiça do Trabalho que atividades como as de ministro de confissão religiosa (pastores, padres etc.) e monges não geravam vínculo empregatício com suas respectivas igrejas. Mas agora a instância especial revisou seu entendimento sobre a questão, adequando-o à nova realidade dos poderosos grupos neopestecostais que mercadejam a fé e propagandeiam seu evangelho de prateleira. Um falso evangelho (Gl 1.6-9) que tem se provado um produto altamente rendoso, propiciando o crescimento econômico vertiginoso de certas “igrejas”, que hoje contam até com bancada no Congresso Nacional, bem como forte presença na mídia.

Infelizmente, os fatos por trás de tal ação são constrangedores para as igrejas sérias e seus membros, os quais já sofrem grande preconceito ocasionado por abusos alheios. Não obstante tudo isso, porém, creio que a decisão do Tribunal Superior do Trabalho é motivo sim para comemoração. Pois proporcionará à sociedade algum discernimento, mínimo que seja,  quanto a quem de fato é ministro do evangelho e quais são as igrejas com real compromisso cristão. E que há evangélicos que não adotam práticas heterodoxas como as da IURD e congêneres. Agora é a própria Justiça dos homens que estabelece uma distinção importante que, se não resolve de todo o problema, ainda assim constitui uma vitória importante.

TEXTO ATUALIZADO (20/02/2012 às 22h59).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: