Hinetos?!

Teclado de piano

Créditos da imagem: FreeFoto.com

Sempre achei curioso o emprego do termo “hineto” para muitas composições musicais evangélicas contemporâneas. Oriundas, em sua grande maioria, de grupos neopentecostais e impregnadas da teologia desses, elas são, infelizmente, bem aceitas em muitas igrejas tradicionais (cada vez mais “tradicionais”… 😦 ) Mas, ao contrário do que se pensa, o vocábulo “hineto” é um neologismo não aceito pelos dicionários de português.

Em nossa língua, -eto é um dos sufixos usados para indicar o grau dimininutivo do substantivo (v.g., verseto, folheto). Diminutivo que pode ser usado não só para indicar as dimensões reduzidas de alguma coisa, mas também para fins afetuosos (na linguagem familiar: benzinho, docinho etc.) ou pejorativos (jornaleco, advogadozinho…) Contudo, o diminutivo de hino é hininho ou hinozinho, segundo a gramática.

Curioso que, em geral, tais hinetos são tão ou mais extensos que os hinos tradicionais, de sorte que me pergunto o que realmente motivou a criação da palavra com o (indevido) sufixo. Por causa da extensão é que não é, portanto. Por linguagem familiar também não, já que se destinam ao culto público das igrejas, não às reuniões caseiras.

Resta então a finalidade pejorativa. Seria então um reconhecimento inconsciente de que de fato tais composições (em sua maior parte, pelo menos) não estão à altura dos hinos tradicionais, e que tem mais é que ser chamadas de “hinetos” mesmo, por sua qualidade francamente inferior. E ainda um velado tributo aos antigos hinários por parte da geração gospel atual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: